Ivan Riapolov

Educação adventista:

uma experiência transformadora de vida para alunos, pais, educadores e membros da igreja na Divisão Euro-Asiática

O território da Divisão Euro-Asiática (Euro-Asia Division-ESD) é composto pelo que muitos consideram países pós-soviéticos. Esses países possuem muitas culturas com passados complicados. O território é realmente imenso e abrange 13 países: Afeganistão, Armênia, Azerbaijão, Bielorrússia, Geórgia, Cazaquistão, Quirguistão, República da Moldávia, Federação Russa, Tajiquistão, Turquemenistão, Ucrânia e Uzbequistão. Para compreender o tamanho do território da ESD, imagine pegar um voo sem escalas de 10 horas. É isso que seria necessário para cobrir a Divisão do ponto mais ocidental ao oriental. Provavelmente, também seria necessário o mesmo tempo para viajar do norte ao sul.

Esta região do mundo tem milhares de cidades e vilas onde mais de 300 milhões de pessoas residem. Elas são membros de vários grupos étnicos e praticam várias religiões do mundo. Por décadas, as pessoas foram ensinadas a ser ateístas; depois, houve uma profunda fome de Deus, seguida por uma onda de ceticismo com pessoas tentando preencher o vazio em seu coração com várias coisas. Essa é a nossa herança atual. No fundo do coração, muitas pessoas no território da ESD sentem falta de algo autêntico. Eles entendem que seus deuses modernos são superficiais, mas acham difícil dar esse primeiro passo em direção ao Criador, ou porque não O conhecem ou por falta de confiança.

Onde estão as iniciativas da igreja aqui?

Abrir e apoiar escolas na ESD proporcionam a melhor oportunidade da Igreja Adventista do Sétimo Dia para contar às pessoas sobre o amor de Deus. Ellen G. White ofereceu esse desafio: “Deus espera mais das escolas do que foi produzido até agora.”1 As escolas adventistas, então, não apenas atendem às necessidades temporais dos alunos, preparando-os para a vida nesta terra, mas também, em parceria com o Espírito de Deus, preparam os alunos para uma vida mais abundante que não terminará aqui, mas que durará até a eternidade. Esse é um trabalho sagrado.

Na ESD, igreja e escola trabalham lado a lado, mas ainda mais do que isso: igreja é escola, e a educação na ESD é orientada para levar os alunos ao Redentor. Os membros da igreja mantêm esse objetivo sempre diante deles fazendo a pergunta: “O que mais podemos fazer para cumprir a responsabilidade de fornecer educação adventista para nossas crianças e jovens?”

A educação adventista é uma experiência que transforma vidas

A estratégia de crescimento da ESD é primeiramente orientada para disponibilizar a educação adventista para o maior número possível de jovens e crianças. Todas as crianças devem ter a oportunidade de receber uma educação cristã e aceitar Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, o que por sua vez os levará a ajudar outras pessoas a experimentar essa vida abundante em Jesus. “Nossas escolas e igreja são ordenadas por Deus a fim de preparar as crianças para esta grande obra.”2

Atualmente, a ESD possui 72 escolas (43 instituições de ensino fundamental, 27 de ensino médio e 2 de ensino superior). As nove Uniões também operam mais de 70 centros educacionais, onde crianças e adultos aprendem línguas estrangeiras, música, esportes etc. As aulas de pré-escola e jardim de infância oferecidas em alguns desses centros também são meios eficazes de atender às necessidades de alunos, pais e comunidade circunvizinha, alcançando assim os corações.

Para este último quinquênio, um dos objetivos da ESD e suas Uniões era abrir 50 novas escolas de ensinos fundamental e médio. Até agora, 45 foram abertas (de 2015 a 2019). Nossa matrícula atual é de 3.826 alunos do ensino fundamental até o ensino superior, além de mais de 2.000 alunos em vários centros de ensino que também incluem aulas pré-escolares. Os números não são grandes, mas, para uma Divisão jovem com uma herança comunista e ateísta, a dinâmica do crescimento das escolas adventistas está incentivando os membros da igreja a fazer ainda mais por essa nobre e sagrada causa de revelar o caráter de Deus às pessoas através da educação. A Bíblia nos adverte: “Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina” (2Tm 4:2, NVI).3

Nosso principal objetivo na ESD é levar as pessoas a Deus, e somos encorajados nesse trabalho ao ver o Espírito Santo em ação. Não apenas temos batismos de alunos dos ensinos médio e universitário, mas também professores adotam as mensagens dos três anjos e são batizados na Igreja Adventista do Sétimo Dia. Temos pais tão profundamente influenciados pela vida transformada de seus filhos que começam a frequentar a igreja e a se preparar para a decisão mais importante que já tomaram: permitir que Jesus seja o Rei de sua vida! A igreja é reavivada quando a obra de Deus é o foco da educação, e estamos vendo e experimentando várias bênçãos.

Educação adventista produz mudança radical na vida de uma aluna e de sua mãe

Essa é uma das histórias típicas que ocorrem nas escolas adventistas todos os anos em toda a Divisão. Tais histórias nos inspiram a manter o grande ministério da educação que nos foi comissionado pelo próprio Senhor!

Um dia, em agosto, a mãe de Natasha4 telefonou para a diretora de uma escola adventista e disse: “Eu não entendo nada de religião nem sei coisa alguma sobre denominações. Acabei de ver essa placa [escola cristã]5 e agora estou absolutamente certa de que é isso que tenho procurado.” A diretora da escola, Tatiana, envolveu a mãe de Natasha em uma conversa durante a qual ela fez algumas perguntas. Aqui está a história que ela contou: durante a gravidez, a mãe de Natasha continuou pensando que sua filha, que ainda estava para nascer, deveria frequentar uma escola de igreja. Ela não sabia o motivo de ter constantemente esse pensamento assustador porque nem ela nem sua família tinham qualquer ligação com religião. Quando Natasha tinha idade suficiente para frequentar a escola, sua mãe escolheu uma escola particular famosa por sua abordagem criativa sobre educação, que acontecia no ambiente de total liberdade: as crianças tinham permissão para quase tudo e eram incentivadas a se desenvolver da maneira que preferiam, criativamente e sem nenhuma correção. Quando estava no 2º ano, Natasha exigiu que seus cabelos fossem pintados de rosa. Sua mãe ficou realmente chocada. Ela percebeu que todas essas indistintas linhas de disciplina acabariam por ter um efeito imprevisível e possivelmente prejudicial para a filha. Então, quando viu a placa anunciando a escola cristã, que mais tarde descobriu ser uma escola adventista, lembrou-se do desejo que sentira quando estava grávida e percebeu que o sonho que tivera sobre a filha fora realizado.

Em 1º de setembro, início do ano letivo para a maioria dos países da região, Natasha se matriculou no 3º ano com apenas cinco outras crianças, todas de famílias adventistas. O gentil, dedicado e altamente qualificado professor envolveu as crianças na leitura e no estudo sério da Bíblia. Embora inicialmente ela não acompanhasse bem nenhuma disciplina, os excelentes professores da escola ajudaram Natasha a alcançar rapidamente seus colegas, que também se tornaram seus amigos. Ela encontrou na escola uma atmosfera de amor, aceitação e respeito. Nos devocionais matinais, onde os alunos do ensino fundamental estudavam uma Bíblia para crianças, Natasha tentou absorver tudo o que ouvia. Após cerca de dois meses, sua mãe telefonou para a diretora da escola e disse: “Tatiana, minha filha ama suas lições da Bíblia; ela se inspira muito! Ela se tornou amiga de seus colegas e se apaixonou pela escola. Ela nos conta tudo o que acontece lá e nos faz orar antes das refeições. Estou tão feliz de tê-la colocado em sua escola! Era exatamente isso que eu estava procurando para ela!”

Há pouco tempo, a mãe de Natasha mandou um pedido para a professora para contar-lhe em detalhes sobre o que os adventistas do sétimo dia acreditam. Ela disse em sua mensagem que Natasha queria adotar a fé adventista e que isso “mudaria tudo em sua vida”. Essa mãe queria saber mais sobre o que precisava ser mudado na vida deles.

Este não é o fim da história para essa família. O caminho de sua vida com Deus está apenas começando.

Deus pode mudar a vida das pessoas através de nosso ministério?

Por mais de 100 anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem apoiado a educação oferecida a nossas crianças e jovens, e inúmeras vidas têm sido transformadas. Os jovens no mundo moderno podem experimentar a mesma transformação? Deus ainda pode mudar vidas? Ele pode capacitar as pessoas a permanecer fiéis à Sua palavra a despeito do que acontecer? Capacitá-las a cumprir Sua vontade? Pode revelar Seu belo plano de viver para as pessoas ao redor? Nossa resposta é um “sim” definitivo! Essa é a essência e o objetivo da verdadeira educação, educação construída sobre os princípios da Palavra de Deus, com o objetivo de restaurar a imagem de Deus em cada ser humano.

Lembre-se: em algum lugar perto de você mora uma família que está procurando desesperadamente a placa “escola adventista”. O Senhor é capaz de responder às aspirações de tais pessoas através do nosso ministério. Nosso grande Senhor abre oportunidades através da atmosfera de amor e aceitação que reina em nossas escolas, universidades e centros de educação. Através da cosmovisão bíblica ensinada às crianças quando elas ainda são jovens, nossas escolas podem ajudá-las e a seus pais a tomar a mais importante decisão de sua vida: aceitar Jesus Cristo como seu Salvador pessoal e viver uma vida mais realizada. Queremos aproveitar ao máximo essas oportunidades.

Uma expressão de agradecimento

Somos gratos ao Senhor pelo apoio que recebemos dos líderes da Associação Geral. É isso que realmente eleva o espírito de muitos membros leigos em nosso território e impulsiona a obra de educação de Deus. Também somos gratos a cada patrocinador que forneceu recursos, contribuições e suas habilidades para construir, comprar e reformar edifícios para as escolas. Agradecemos as orações de todos em nosso favor e somos agradecidos ao Senhor pela sabedoria, visão e pelo coração generoso que Ele deu aos nossos apoiadores. Oramos por vocês e queremos que saibam disso.

Obrigado, ministros fiéis, diretores de educação das nove Uniões, líderes de Associações e Missões, membros leigos e, claro, equipe mundial de educadores com quem trabalhamos, pelo tremendo apoio ao desenvolvimento da educação em todo o vasto território da Divisão Euro-Asiática!

Nossa visão para o próximo quinquênio

Durante o próximo quinquênio (2020-2025), planejamos continuar abrindo novas escolas e apoiando as existentes. Em toda a ESD, queremos aplicar este conselho de Ellen White: “Há urgente necessidade de escolas em que os jovens possam adquirir hábitos do domínio próprio, aplicação e confiança em si mesmos, de respeito para com os superiores e de reverência para com Deus. Com tal instrução, poderemos esperar ver os jovens preparados para honrar o seu Criador e ser uma bênção para os semelhantes.”6

Apoiaremos nossas instituições de ensino superior no desejo de abrir novos programas acadêmicos para atrair mais estudantes. Uma de nossas maiores prioridades é garantir que a atmosfera em todas as nossas escolas, do ensino fundamental ao ensino superior, seja verdadeiramente adventista, um ambiente distinto e perceptível no funcionamento diário, fortalecido pelas crenças e pela visão de mundo mantida por educadores adventistas comprometidos. Esta é a razão pela qual o credenciamento denominacional para escolas de ensinos fundamental e médio está sendo implementado. Esta é também a razão pela qual estamos preparando novos professores por meio de um programa de bacharelado recém-lançado em ensino fundamental, bem como treinando, na filosofia adventista de educação, aqueles professores que lecionam há muitos anos em nossas escolas. Nossa firme convicção é que todo professor precisa ter esse senso de identidade adventista para poder abraçar e compartilhar atitudes cristãs de amor, tolerância e aceitação. Continuaremos emitindo uma cópia eletrônica da Revista da Educação Adventista, em russo, com o mesmo objetivo: ajudar educadores e alunos, pais e membros leigos a se transformarem na imagem do Mestre. “E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito” (2Co 3:18 ARA).7 Este é o objetivo final da educação na Divisão Euro-Asiática.

Ivan Riapolov

Ivan Riapolov, MSA, é diretor de Educação da Divisão Euro-Asiática dos Adventistas do Sétimo Dia em Moscou, Federação Russa.

Citação recomendada:

Ivan Riapolov, “Educação adventista: uma experiência transformadora de vida para alunos, pais, educadores e membros da igreja na Divisão Euro-Asiática,” Revista Educação Adventista 82: 2 (abril a junho de 2020). Disponível em: https://jae.adventist.org/pt/2021.83.4.5.

NOTAS E REFERÊNCIAS

  1. Ellen G. White, Fundamentos da educação cristã, p. 184. Disponível em: https://egwwritings.org.  
  2. Id., Conselhos aos professores, pais e estudantes (Tatuí, SP, CPB, 2000), 176.
  3. Citado da Nova Versão Internacional da Bíblia. Usado com permissão. Todos os direitos reservados.
  4. Nomes usados com permissão.
  5. A placa para essa escola adventista diz “Escola Cristã”, embora seja operada por adventistas do sétimo dia. Essa sinalização é mais significativa para as pessoas da comunidade, pois muitas estão mais familiarizadas com a palavra cristã do que com a palavra adventista.
  6. White, Fundamentos da educação cristã, p. 64. Disponível em: https://egwwritings.org.  
  7. Citada da versão Almeida Revista e Atualizada. Usado com permissão. Todos os direitos reservados.