Melhores Práticas no Trabalho | Heidi M. Jorgenson • Thomas A. Joseph • Andrea M. Simmons • Brittany E. Fatoma • Robin Blake Clay

Lealdade, lealdade, lealdade:

usando a tomada de decisão orientada por dados para melhorar as matrículas

A Escola Adventista de Heartland (Adventist School of the Heartland - ASH)1 é uma escola básica privada localizada na zona rural do centro-oeste dos Estados Unidos. A escola de dois professores teve um pico de matrículas de 45 alunos durante os anos letivos de 2004-2005 e 2005-2006.2 No ano letivo de 2020-2021, a escola tinha um diretor e 18 alunos, de 13 famílias. Os esforços de marketing da administração da ASH ainda não produziram o aumento desejado no número de matrículas de alunos.

Houve um declínio semelhante nas matrículas entre muitas escolas adventistas de ensino fundamental e médio dentro da Divisão Norte-Americana.3 Pesquisadores descobriram que a imagem positiva da escola, a promoção, a divulgação dos programas escolares e a fidelidade dos pais estão associadas ao aumento das matrículas.4 Para esta avaliação , nós (os autores) definimos “lealdade dos pais” como ações que promoveram ou levaram à matrícula na ASH.5 Além disso, na literatura, Li e Hung definem a imagem da escola da seguinte forma: “A imagem da escola pode ser formada por muitos fatores diferentes e é o resultado de um processo cumulativo que incorpora experiência ao longo do tempo, informações diversas e atividades de marketing da escola [...] no entanto, a imagem da escola pode ser aprimorada quando os pais estão satisfeitos com as perceptíveis atividades de marketing da escola.6

Por meio de uma avaliação replicativa baseada no trabalho de Li e Hung, procuramos (1) determinar quais estratégias de marketing atuais foram mais eficazes para divulgar a ASH e (2) determinar como a imagem da escola influenciou no desenvolvimento da lealdade dos pais à ASH.

Estratégias de marketing para escolas religiosas

O estudo de Mainda analisou a relação entre vários fatores e a escolha dos pais a fim de matricular seu(s) filho(s) em escolas adventistas, em vez de em escola pública, no sudoeste de Michigan.7 O estudo encontrou significância estatística com a maioria dos fatores, como colocar um alto nível de importância na educação cristã, desejo de que os professores sejam espirituais, predisposição adventista por escolher uma educação da mesma fé e custo da mensalidade. Embora os dados e recursos fossem limitados no estudo de Mainda, ele abordou a lealdade dos pais e estratégias de marketing para uma escola adventista e as causas da baixa matrícula.

Da mesma forma, na pesquisa de Thayer et al., a Força-Tarefa Educacional da Divisão Norte-Americana (North American Division Educational Taskforce - NADET) e o Projeto de Pesquisa Fortalecimento da Educação Adventista (Strengthening Adventist Education Research Project - SEA) abordaram a importância da qualidade e responsabilidade educacional para as escolas adventistas8 e fizeram várias recomendações. A singularidade do sistema educacional adventista vem da capacidade de fornecer educação que nutre uma perspectiva holística sobre o crescimento mental, físico e espiritual. As recomendações da força-tarefa incluíram o desenvolvimento de um plano de todo o sistema que atraia e apoie professores qualificados, treinamento consistente para professores (tanto pré quanto em serviço) sobre a distinção da educação e missão adventistas e apoio aos professores para facilitar a educação eficaz e criar um ambiente estimulante.

Outro elemento vital para promover a lealdade dos pais e uma imagem positiva da escola é a colaboração entre a igreja e a escola. Anderson observou: “Décadas atrás, era considerado de rigueur que os pastores apoiassem nossas escolas de todo o coração.”9 Em um artigo de 2017, Thayer et al. relataram que, uma vez que “muitos membros e pastores não frequentaram escolas adventistas do sétimo dia, é preciso aumentar o foco na importância da educação adventista para a missão da igreja”.10

Durante todo o período coberto pelo estudo relatado neste artigo, a ASH experimentou o benefício de um pastor apoiador. O pastor adventista local visitou a escola para um culto semanal na capela com toda a escola, conduziu estudos bíblicos em pequenos grupos com os alunos mais velhos e foi “muito favorável aos eventos [da ASH] e faz um esforço para frequentá-los”, relatou o diretor da escola. O pastor promoveu eventos da igreja na escola, e, da mesma forma, a escola teve a oportunidade de fazer anúncios na igreja. O pastor também encorajou os alunos a participar do culto de adoração (por exemplo, lendo as Escrituras).11

A estrutura conceitual da fidelização

Os avaliadores da ASH adaptaram um questionário de Li e Hung para possibilitar coletar e, em última análise, compartilhar um feedback mais fidedigno e confiável.12 Li e Hung investigaram como as estratégias de marketing podem aumentar a lealdade dos pais no contexto educacional. Seus resultados mostraram que as estratégias de marketing selecionadas determinam significativamente a percepção da imagem escolar; no entanto, as estratégias de promoção (por exemplo, comunicação formal e informal com os pais) são a abordagem mais eficaz.13

Além disso, a imagem da escola é um indicador eficaz da lealdade dos pais. Embora a imagem da escola promova a relação entre as estratégias de marketing e a fidelidade dos pais, os resultados também sugerem que os administradores escolares podem usar estratégias de marketing para melhorar a imagem da escola, o que resulta em aumento de matrículas. Badri e Mohaidat, juntamente com Skallerud, examinaram três temas: a imagem da escola, a satisfação dos pais e a lealdade dos pais.14 Utilizando pesquisas anteriores, a equipe de avaliação da ASH realizou e concluiu no final de 2020 uma revisão abrangente de como as estratégias de marketing afetaram a imagem da escola e a lealdade dos pais. A pesquisa adaptada ajudou a identificar as estratégias de marketing atuais e permitiu que a equipe propusesse uma estrutura para um marketing eficaz.

Métodos

O estudo consistiu em uma abordagem de métodos mistos para coletar dados sobre esforços de marketing e lealdade dos pais na ASH. Um questionário de várias vias, que media as táticas de marketing e a lealdade dos pais, foi distribuído a várias partes interessadas (ou seja, pastor, membros da igreja, membros do conselho escolar, pais, membros da comunidade e administração da ASH). Nossa equipe realizou uma entrevista inicial com o diretor de ensino da ASH para avaliar o programa de marketing da escola e criar um plano de ação para abordar as metas de matrícula e retenção para o próximo processo de credenciamento. Essa reunião ofereceu uma visão sobre a compreensão das necessidades e esperanças da ASH para o futuro de suas iniciativas de marketing e recrutamento.

A equipe usou a Qualtrics como meio de pesquisa. Todas as perguntas quantitativas da pesquisa foram adaptadas de Li e Hung, e a equipe criou as perguntas qualitativas tendo em mente as necessidades da ASH e os objetivos dados pelo diretor.15 A pesquisa foi projetada com uma lógica de exibição que se ramificou em três pesquisas para atingir cada grupo (veja a lista acima) com perguntas específicas para esse tipo de amostra. Para levar em conta a confiabilidade e a validade, várias pesquisas-piloto foram distribuídas aos funcionários de uma escola adventista vizinha. Seu feedback foi usado para alterar o idioma da pesquisa para ser mais preciso e conciso. O formulário Qualtrics foi disponibilizado em formato impresso e digital pelo diretor da ASH. Os participantes tiveram duas semanas para completar a pesquisa.

Análise de dados e descobertas

A equipe de avaliação usou amostragem de conveniência para coletar as pesquisas dos participantes. O objetivo da amostragem era coletar 75% das pesquisas de todo o grupo de famílias, funcionários e membros do conselho. Dezesseis questionários foram devolvidos por participantes que se identificaram em uma ou mais categorias. A porcentagem foi de 33% dos membros do conselho e 100% dos administradores e professores da escola que responderam à pesquisa. A taxa de resposta dos pais foi de 62% das 13 famílias. Embora o tamanho da amostra fosse pequeno, os resultados ainda eram congruentes com os de Li e Hung e indicavam uma correlação positiva entre a imagem da escola e a lealdade dos pais.16

Estratégias de marketing

Os entrevistados tiveram a opção de preencher um questionário on-line ou físico. O questionário começou com um termo de consentimento informado que discutia o propósito do estudo. Ao longo do questionário, solicitações pediam aos participantes que respondessem em uma escala Likert entre “concordo totalmente” e “discordo”. As perguntas da pesquisa da Qualtrics (adaptada de Li e Hung), relacionadas ao marketing, foram as seguintes:

  1. O ambiente escolar é seguro.
  2. Os professores geralmente cuidam de seus alunos.
  3. A escola usa meios de comunicação de massa, como jornais ou televisão, ou realiza atividades tais como cerimônias de formatura ou encontros esportivos para que outros saibam mais sobre ela.
  4. A escola realiza exposições ou apresentações de alunos e convida pais ou pessoas morando no bairro para participar.

Nove perguntas em escala Likert avaliaram as estratégias de marketing da ASH e a fidelidade dos pais usando perguntas abertas adicionais adaptadas para cada grupo. Todas as questões da escala Likert foram adaptadas de Li e Hung.17 A Figura 1 mostra os dados agregados às quatro questões relacionadas ao marketing de 16 participantes para um total de 64 respostas selecionadas. Conforme demonstrado na Figura 1, 85,9% (N=55) das seleções foram positivas (ou “concordo um pouco” ou “concordo totalmente”).

Os resultados dessa análise de marketing demonstraram que os afiliados à ASH concordaram com os métodos usados para recrutar alunos e divulgar a escola. No entanto, ao contrário das crenças dos entrevistados de que as táticas atuais foram bem-sucedidas, a matrícula na ASH contradiz isso. A escola tem visto matrículas em declínio por vários anos, uma vez que competiu com escolas públicas e privadas na área. Embora os resultados tenham demonstrado que os pais têm um alto nível de lealdade, essa lealdade ainda não resultou na promoção ativa da escola ou no recrutamento de alunos.

Embora os dados da Figura 1 sejam agregados, eles retratam o nível de concordância de todos os 16 entrevistados com as estratégias de marketing do final de 2020 por parte da escola. A única opção que recebeu respostas de “discordo totalmente” dizia respeito ao uso de meios de comunicação de massa, jornais e exposições escolares para divulgar a escola. Cem por cento dos entrevistados concordou fortemente ou parcialmente com o fato de a escola ser segura e de os professores se preocuparem com seus alunos. Esse é um ótimo conteúdo que deveria ser compartilhado com os interessados e o público em geral, mas atualmente não é. Os resultados mostraram que o alcance da comunidade recebeu comentários mistos dos entrevistados. Uma pergunta da pesquisa abordou o uso da comunicação de massa. As escolhas dos entrevistados variaram de “concordo totalmente” a “discordo totalmente”.

Lealdade dos pais

De acordo com Li e Hung, a lealdade dos pais é um termo que descreve o compromisso inabalável das pessoas de rematricular seu(s) filho(s) em uma determinada instituição no futuro.18 Além disso, os pais leais, como defensores influentes, fornecem encorajamento boca a boca positivo para outros pais matricularem seus filhos na instituição. A lealdade dos pais também se baseia na percepção geral dos pais sobre a escola, conhecida como “imagem da escola”. Das perguntas da pesquisa, apenas estas perguntas sobre a lealdade dos pais foram consideradas na avaliação. As seguintes perguntas na pesquisa da Qualtrics (adaptado de Li e Hung) se relacionaram à lealdade dos pais:

  1. Se eu tiver um filho no ensino fundamental, pretendo rematriculá-lo na mesma escola no próximo ano letivo.
  2. Quando meu filho estiver entrando ou se matriculando em uma escola básica, esta escola será minha primeira escolha.
  3. Quando meus parentes ou amigos precisarem de informações sobre a escola, recomendarei voluntariamente esta escola.
  4. Incentivarei meus parentes ou amigos a deixar seus filhos frequentarem esta escola.
  5. Ao falar sobre a escola com meus parentes ou amigos, vou elogiar esta escola voluntariamente.

A Figura 2 indica que uma alta porcentagem de pais da ASH expressou lealdade e que tinham uma imagem positiva da escola. Mais de 55% (N=7) dos pais entrevistados concordaram em agir para demonstrar sua lealdade. No entanto, semelhante aos achados nas estratégias de marketing na Figura 1, o declínio das matrículas contradiz fortemente esses resultados. Mais pesquisas são necessárias para explicar por que pais com alta lealdade e imagem escolar positiva não incentivaram mais pais a matricular seus filhos na ASH. Uma parte interessada que se identificou como pai e membro da igreja respondeu consistentemente: “discordo um pouco” ou “nem concordo nem discordo”. A percepção dessa parte interessada, em particular, poderia fornecer mais clareza sobre o que a escola poderia fazer para aumentar a fidelidade dos pais.

Implicações

Duas implicações emergiram da avaliação. Em primeiro lugar, a ASH deve fornecer estrategicamente iniciativas de marketing econômicas para informar à comunidade a razão de a escola ser um elemento importante na área. Essa é uma oportunidade de expandir além dos meios básicos de marketing, como a mídia de massa e o jornal, e focar em outras estratégias de marketing. A segunda implicação é convidar os pais a agir de acordo com sua lealdade e imagem positiva da escola para recrutar ativamente com base em suas experiências pessoais. Os pais têm uma ferramenta poderosa: o boca a boca. Usado de forma eficaz, isso pode ajudar a promover e expandir as metas de matrícula da ASH.19 A ASH pode se basear em incentivos e oportunidades de referência para pais que alistam novos alunos. Os pais estarão mais propensos a apoiar sua escola se os incentivos (por exemplo, receber um benefício de matrícula por meio de um programa de referência) forem usados para incentivá-los a espalhar a palavra.

Pesquisas e limitações futuras

Houve várias limitações para este estudo. Uma delas foi a falta de comparação entre a ASH e escolas privadas vizinhas em relação ao impacto do marketing e da imagem da escola. A comparação forneceria um quadro de semelhanças e diferenças para um marketing eficaz e influências na imagem da escola. Uma segunda limitação foi a incapacidade de pesquisar os pais que optaram por tirar seu(s) filho(s) da ASH ou que não participaram da pesquisa. Obter a percepção deles teria sido útil para formular melhores recomendações. Uma terceira limitação foi o tamanho da amostra e a taxa de resposta desta avaliação. Ainda outra limitação decorreu da natureza das questões. Embora a escala Likert permitisse que os indivíduos selecionassem um nível de concordância com as afirmações, ela não forneceu detalhes para explicar o motivo de sua seleção. Apesar dessas limitações, as informações coletadas podem ajudar a ASH a desenvolver um plano de ação.

Plano de ação

Thayer et al. recomendaram que cada escola desenvolva “um plano abrangente de marketing e relações públicas”.20 Deve haver cooperação entre professores, diretores e o pastor para promover e atender as necessidades das partes interessadas relacionadas ao aprendizado, administração e fé. Além disso, é preciso haver um banco de dados rigoroso de todos os lares adventistas da comunidade para facilitar a comunicação com essas famílias para as equipes de marketing e recrutamento. E, por último, as escolas devem se concentrar em compartilhar os valores e a singularidade da educação adventista para destacar seus atributos essenciais em contraste com as escolas locais.

Organizações como Grace Works, Christian Education Matters e School Growth oferecem seus serviços por uma taxa para ajudar as escolas a desenvolver e implementar planos de marketing escolar.21 A Associação do Norte da Califórnia contratou uma especialista em marketing, Carol Nash, para educar os líderes escolares sobre o ciclo de marketing e orientar as escolas ao longo do processo. Além disso, Nash envia um e-mail semanal destacando uma ação de marketing recomendada. Um arquivo das tarefas de marketing, organizado por mês, está disponível no Marketing Corner, em “Ongoing Tasks”, no site de educação da Northern California Conference (Associação do Norte da Califórnia).22 Três temas comuns emergem de uma revisão desses programas, que servem como base para qualquer plano de ação de marketing: Criar uma equipe de marketing, coletar e revisar dados e comunicar-se.

1. Criar uma equipe de marketing. A primeira fase do plano de ação é criar uma equipe de marketing. A construção de uma equipe garantirá a responsabilidade compartilhada pelos esforços de marketing implementados. Anderson e Thayer et al. promovem a necessidade de colaboração entre escolas e igrejas.23 A equipe deve ser composta pelo diretor e vários interessados da escola, como membros da diretoria, pais, pastor, membros da igreja e membros da comunidade. Nash recomenda recrutar um “líder de torcida” para servir como membro da equipe – alguém que esteja entusiasmado com a escola, mas não esteja diretamente ligado aos resultados acadêmicos. Um arranjo como esse permite que esse líder de torcida elogie as iniciativas da escola sem parecer se gabar.24

2. Coletar e revisar dados. A fase 2 é coletar e revisar dados. Embora as pesquisas forneçam um formato para coleta de dados, outros métodos (por exemplo, grupos focais, entrevistas e comunicação informal) também podem ser usados. A princípio, os dados devem se concentrar na retenção de alunos por meio do desenvolvimento de famílias leais. Então, a escola pode mudar para recrutar novos alunos principalmente por meio das recomendações boca a boca de famílias leais e interessados.

Reconhecer o feedback dos pais é vital no desenvolvimento de um ciclo de marketing contínuo que incentive a participação dos pais. Os resultados das pesquisas da ASH indicaram alta lealdade entre os pais com filhos matriculados na ASH durante o ano letivo de 2020-2021 (Figura 2). Durante esta fase do ciclo de marketing, a equipe e o conselho escolar podem revisar a identidade da escola (ou seja, as declarações de missão e visão da escola) para fortalecer e esclarecer sua imagem. Além de uma declaração de missão, a ASH poderia considerar identificar os valores centrais da escola que podem ser promovidos por meio das várias plataformas de comunicação para fornecer informações claras e memoráveis. Ao perguntar o que os pais adventistas, o consumidor-alvo, desejam, o conselho escolar pode comparar os desejos dos pais com a missão e os recursos da escola para priorizar o desenvolvimento contínuo de um plano de melhoria em toda a escola que atenda às necessidades dos alunos e de sua família agora e no futuro.25

Embora o tamanho da amostra seja pequeno, a percepção de mais de 60% das famílias da ASH foi considerada neste estudo. Nossas descobertas revelaram que os pais da ASH sentiram que a escola era segura e seus professores atenciosos. De modo geral, os pais se identificaram como leais à escola; no entanto, sua lealdade ainda não se traduziu em promoções positivas da escola associadas ao aumento das matrículas. Foi recomendado que o conselho escolar instaurasse um prêmio de referência para fornecer um incentivo financeiro às famílias que recrutassem novos alunos. Por exemplo, a escola poderia oferecer um mês grátis de mensalidade para recrutar um novo aluno que se matriculasse e permanecesse durante o ano letivo. O incentivo seria aplicado ao pagamento final da mensalidade do ano letivo.

3. Comunicar-se. A equipe de marketing deve criar oportunidades para comunicar a missão e os valores da escola e como a ASH atende às necessidades dos alunos e sua família (ou seja, ensina crenças religiosas em um ambiente seguro com professores atenciosos). A equipe de marketing deve enfatizar a importância de compartilhar a história da escola.

Ao mesmo tempo, esse “líder de torcida” inspira pais, pastores, membros da igreja e membros da comunidade a promover informações atuais e, assim, fornecer publicidade boca a boca gratuita.26 Ao criar publicações para o site, postagens em mídias sociais, boletins informativos, anúncios de rádio e outras formas de comunicação de massa, as mensagens devem ser consistentes. Incluir um apelo à ação com a comunicação também é vital para iniciar solicitações.27

Conclusão

Com base nos resultados das pesquisas, os avaliadores fizeram três recomendações principais para a ASH. A primeira foi criar uma equipe de marketing para compartilhar a responsabilidade pelo crescimento da escola. Em segundo lugar, a ASH deveria iniciar uma bolsa de recrutamento para inspirar pais leais a promover a escola. E, terceiro, a ASH deveria criar um sistema de rastreamento de resultados para gerar dados que orientem decisões futuras.

As pequenas escolas adventistas que buscam avaliar suas estratégias de marketing podem começar por um processo semelhante, usando a tomada de decisão baseada em dados para melhorar os esforços de marketing. O progresso deve ser comunicado com clareza, os resultados precisam ser rastreados para gerar dados adicionais, e o processo repetido ano após ano para atender às crescentes necessidades de uma escola vibrante e em crescimento.

Após concluir o estudo, a equipe de avaliação descobriu que as matrículas da ASH aumentaram durante a pandemia; no entanto, a causa disso está além do escopo deste estudo. Futuros avaliadores podem procurar determinar se a pandemia de Covid-19 contribuiu para um aumento no número de matrículas.


Este artigo foi revisado por pares.

Heidi M. Jorgenson

Heidi M. Jorgenson, EdS, é diretora do College Park Christian Academy, em Columbia, Missouri, Estados Unidos. Educadora experiente, ela também leciona para o 7º e 8º anos da escola. A Sra. Jorgenson obteve seu diploma de graduação e credenciais de ensino na Southwestern Adventist University, em Keene, Texas, Estados Unidos; um MEd no Pacific Union College, em Angwin, Califórnia, Estados Unidos; e um EdS em Administração Educacional e Liderança na La Sierra University, em Riverside, Califórnia. Atualmente, ela está cursando um doutorado em Liderança Educacional e Análise de Políticas na Universidade de Missouri, em Columbia, Missouri.

Thomas A. Joseph

Thomas A. Joseph, MEd, é diretor assistente do Residential Life, na Universidade de Missouri, e atuou na área de alojamento estudantil em várias funções, incluindo conselheiro residente e coordenador de residência. Ele é bacharel em química pela Kent State University, em Kent, Ohio, Estados Unidos, e mestre em Liderança Educacional e Administração de Ensino Superior pela University of South Alabama, em Mobile, Alabama, Estados Unidos. Ele está atualmente cursando um doutorado em Liderança Educacional e Análise de Políticas na Universidade de Missouri-Columbia.

Andrea M. Simmons

Andrea M. Simmons, MA, é gerente sênior do programa Mizzou MedPrep, na Universidade de Missouri, e hospeda vários programas pré-médicos e programas de extensão. A Sra. Simmons obteve seu diploma de bacharel em Psicologia pela Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, Carolina do Norte, Estados Unidos; e mestrado em Administração Esportiva pela Western Michigan University, em Kalamazoo, Michigan, Estados Unidos. Atualmente, ela é aluna do doutorado em Liderança Educacional e Análise de Políticas na Universidade de Missouri-Columbia, pesquisando a conquista e a matrícula bem-sucedida de estudantes negros na faculdade de medicina.

Brittany E. Fatoma

Brittany E. Fatoma, MA, é assistente de pesquisa de pós-graduação do McNair Scholars Program, da University of Missouri. Ela tem oito anos de experiência de ensino da pré-escola ao 5º ano em educação pública e educação adventista. Brittany é bacharel em Educação Básica pela Oakwood University, em Huntsville, Alabama, Estados Unidos; e tem mestrado em Administração e Liderança pela La Sierra University, em Riverside, Califórnia, Estados Unidos. Atualmente, é doutoranda em Liderança Educacional e Análise de Políticas pela Universidade de Missouri-Columbia, pesquisando o desgaste de educadoras negras no ensino fundamental e médio.

Robin Blake Clay

Robin Blake Clay, MEd, atua como gerente de Iniciativas de Diversidade e Inclusão da University of Missouri – Columbia School of Medicine. Ele obteve seu BLS em Educação e Psicologia e um mestrado em Orientação e Aconselhamento (Comunidade/Agência) pela Lincoln University of Missouri, em Jefferson City, Missouri, Estados Unidos. Atualmente, ele é doutorando em Liderança Educacional e Análise de Políticas pela Universidade de Missouri-Columbia. Seus interesses de pesquisa se concentram no aumento do número de homens negros que ingressam na faculdade de medicina.

Citação recomendada:

Heidi M. Jorgenson et al., “Lealdade, lealdade, lealdade: usando a tomada de decisão orientada por dados para melhorar as matrículas,” Revista Educação Adventista 83:3 (2021): 24-30. Disponível em: https://jae.adventist.org/pt/2021.83.3.5.

NOTAS E REFERÊNCIAS

  1. Pseudônimo.
  2. Escritório de Educação da Mid-America Union Conference, mensagem de e-mail ao autor, 15 de setembro de 2021.
  3. Escritório de Educação da Divisão Norte-Americana, “Adventist Education Statistics 2021-2022 by Year” (2021). Disponível em: https://adventisteducation.org/stat.html; Aimee Leukert, “Adventist Choices: The Relationship Between Adventist Culture and Adventist Education, Part 1,” The Journal of Adventist Education 82:3 (jul.-set. 2020): 28. Disponível em: https://jae.adventist.org/2020.82.3.5; Philip Mainda, “Selected Factors Influencing School Choice among the Seventh-day Adventist Population in Southwest Michigan,” Journal of Research on Christian Education 11:2 (2002): 185-218; Shane Anderson, How to Kill Adventist Education and How to Give It a Fighting Chance (Hagerstown, Md.: Review and Herald, 2009), 12-14; Jerome Thayer et al., “Strengthening Adventist Education in the North American Division: Recommendations for Educators,” The Journal of Adventist Education 79:3 (abr.-jun. 2017): 32.
  4. Chung-Kai Li e Chi-Hung Hung, “Marketing Tactics and Parents’ Loyalty: The Mediating Role of School Image,” Journal of Educational Administration 47:4 (2009): 477-489, 484.
  5. A equipe de pesquisa era composta por cinco estudantes de doutorado de uma instituição emblemática do Centro-Oeste. Selecionamos a ASH como local de estudo para um curso de avaliação do programa. Dois membros da equipe têm experiência na liderança de programas educacionais dentro do sistema educacional adventista; um é o atual diretor de ensino de uma escola adventista, e o outro foi professor adventista por vários anos. Os três investigadores restantes trabalham em ambientes públicos de ensino superior.
  6. Li e Hung, “Marketing Tactics and Parents’ Loyalty: The Mediating Role of School Image,” 484.
  7. Mainda, “Selected Factors Influencing School Choice Among the Seventh-day Adventist Population in Southwest Michigan,” 196.
  8. Thayer et al., “Strengthening Adventist Education in the North American Division: Recommendations for Educators,” 32.
  9. Anderson, How to Kill Adventist Education and How to Give It a Fighting Chance, 41.
  10. Thayer et al., "Strengthening Adventist Education in the North American Division: Recommendations for Educators,” 33.
  11. Diretor escolar da ASH, em e-mail ao pesquisador líder, 24 de outubro de 2021.
  12. Li e Hung, “Marketing Tactics and Parents’ Loyalty: The Mediating Role of School Image,” 488, 489.
  13. Ibid.
  14. Masood A. Badri e Jihad Mohaidat, “Antecedents of Parent-based School Reputation and Loyalty: An International Application,” The International Journal of Educational Management 28:6 (2014): 635-654; Kâre Skallerud, “School Reputation and Its Relation to Parents’ Satisfaction and Loyalty,” The International Journal of Educational Management 25:7 (2011): 671-686.
  15. Li e Hung, “Marketing Tactics and Parents’ Loyalty: The Mediating Role of School Image,” 488, 489.
  16. Ibid.
  17. Ibid.
  18. Ibid., 480.
  19. Carol Nash, “Marketing Corner,” Northern California Conference of Seventh-day Adventists website. Disponível em: https://nccsda.com/education/marketing-corner/; Marie K. Compas-Polo, “Marketing Adventist Education: Ways to Fight Declining Enrollment,” Joshua Tree Marketing. Disponível em: https://crae.lasierra.edu/wp-content/uploads/sites/2/2015/10/compas-polo-marie-k.pdf.
  20. Thayer et al., “Strengthening Adventist Education in the North American Division: Recommendations for Educators.”
  21. Graceworks Ministries: Christian. Disponível em: https://graceworksministries.org//enrollment-marketing-coaching/; Christian Education Matters.com; Christian Education Matters Programs and Presentations. Disponível em: https://www.christianeducationmatters.com/programs; School Growth: Enrollment Strategy. Disponível em: https://www.schoolgrowth.com/sg-enrollment-strategy.
  22. Northern California Conference Department of Education: Marketing Corner.
  23. Anderson, How to Kill Adventist Education and How to Give It a Fighting Chance; Thayer et al.. “Strengthening Adventist Education in the North American Division: Recommendations for Educators.”
  24. Carol Nash, “Recruit a Cheerleader: Finding Someone to Brag About Your School Without Bragging”. Disponível em: https://nccsda.com/wp-content/uploads/2018/09/tip04-recruit_a_cheerleader.pdf.
  25. Compas-Polo, “Marketing Adventist Education: Ways to Fight Declining Enrollment.”
  26. Ibid.
  27. Carol Nash, “Add a ‘Call to Action’ to Every Page: Making It Easy for Interested Parents to Respond”. Disponível em: https://nccsda.com/wp-content/uploads/2018/09/tip170617-website_2.pdf.