Marius Munteanu

Notícias atualizadas do “Velho Continente”

Relatório da EUD

Europa, ou o “Velho Continente”, o berço da civilização ocidental, é o segundo menor continente do mundo, depois da Austrália, cobrindo cerca de dois por cento do nosso planeta. A Divisão Inter-Europeia (Inter-European Division - EUD) cobre a maior parte da Europa continental, de Portugal à Romênia, e coordena a atividade da Igreja Adventista do Sétimo Dia em 20 países (11 Uniões), servindo uma população de 340 milhões de cidadãos com a ajuda de seus 180.000 crentes, aproximadamente.

Em todo o território atual da EUD, mais de 12 idiomas principais e vários dialetos locais são falados. A maioria das pessoas nos países da EUD se declara cristã (76%), com a Europa abrigando 26% dos cristãos do mundo. Cerca de 5% da população europeia é muçulmana (2,4% dos muçulmanos em todo o mundo), portanto, o Islã é a segunda religião mais difundida na Europa.1 Do ponto de vista econômico, um terço da riqueza do planeta está localizada na Europa, que é o continente mais rico.2

O território da EUD também foi o berço de gêneros musicais específicos, começando com a era da música antiga (após a queda do Império Romano) e continuando nas eras medieval, renascentista, barroca, clássica, romântica e moderna. Além disso, na área da EUD foram lançadas as primeiras bases do ensino superior mundial, começando pela Universidade de Bolonha (1088), como pioneira, seguida por 6 das 10 universidades mais antigas do mundo: Salamanca, Espanha (1134); Paris, Sorbone (1160-1250); Pádua (1222); Nápoles (1224); Siena (1240); e Coimbra, Portugal (1290).3

No atual território da EUD, foi localizado o primeiro destino da missão adventista fora dos Estados Unidos. Em 1874, J. N. Andrews estabeleceu-se na Basileia, Suíça, onde lançou uma corajosa atividade missionária de colportagem e estabeleceu uma editora imprimindo Les Signes des Temps.4

Relatório informativo

Desafios

Durante o quinquênio 2015-2020, a educação adventista na EUD alcançou um progresso significativo tanto no conceito quanto na imagem, mesmo que os resultados quantificáveis ​​ainda sejam um trabalho em andamento. O número relativamente pequeno de membros (a segunda menor população adventista de qualquer outra Divisão) diminui dramaticamente a capacidade de a igreja se mobilizar e criar um impacto rápido; a impressionante diversidade cultural impede que a igreja se dirija às pessoas usando uma mensagem unitária; a taxa de natalidade geralmente negativa diminui constantemente a população em idade escolar que poderia estar matriculada em nossas escolas; a educação gratuita ou subsidiada pelo estado parece muito mais atraente para muitos, levando-se em consideração o custo da educação privada da igreja; o número relativamente pequeno de programas de estudo (tanto no nível básico quanto no nível superior) torna nossas escolas menos atrativas que outras; a melhor remuneração oferecida pelo estado ou por outras instituições educacionais privadas nos impede de aumentar o número de professores adventistas qualificados; e, por último, mas não menos importante, convencer os membros da igreja, pastores e pais de que as instituições educacionais adventistas têm altos padrões acadêmicos é uma batalha com a qual lutamos diariamente.

Progresso

Apesar dessas barreiras óbvias e aparentemente intransponíveis, as escolas da EUD continuam a se desenvolver conceitualmente, a educar holisticamente, a crescer numericamente e a ter um impacto significativo na população em geral. Por exemplo, a grande maioria de nossas escolas básicas tem a maior parte de seus alunos oriundos de diferentes tradições religiosas (além dos adventistas do sétimo dia); essas escolas atingiram sua capacidade máxima de admissão ou aumentaram significativamente suas matrículas; têm longas listas de espera e cumpriram os requisitos legais para receber o credenciamento do estado.

Educação adventista: um campo estratégico para a EUD

Para o quinquênio 2015-2020, a administração da EUD propôs e a comissão diretiva votou que a educação adventista deveria ser considerada uma das áreas estratégicas de ênfase da Divisão, adotando as seguintes principais prioridades:

1. Proporcionar maior acesso à educação adventista (tanto para adventistas quanto para a população em geral), com ênfase no nível básico, tendo como indicador-chave de desempenho (Key Performance Indicator - KPI) um número crescente de jardins de infância e escolas de fundamental I e II próximas a áreas densamente povoadas.

Na busca por atingir esse objetivo, uma das decisões mais visionárias foi a aprovação da Divisão de um subsídio financeiro de 5 milhões de euros para o desenvolvimento de instituições de ensino fundamental e médio para o período de 2018 a 2022.

2. Operar as instituições de ensino como serviços comunitários e esforços de extensão e abrangência, tendo como KPI garantir que nossas instituições de ensino existentes sejam centros de influência para suas comunidades. Para ajudar as instituições de ensino fundamental e médio a desenvolver seu potencial missionário, a Divisão votou apoiar as escolas que estão lutando para cobrir as despesas atuais, especialmente aquelas que não recebem apoio financeiro do estado, concedendo-lhes um fundo operacional.

3. Abordar a viabilidade das instituições de treinamento teológico, tendo como KPI usar os recursos humanos e financeiros das instituições teológicas existentes da maneira mais eficiente possível.

A fim de promover a excelência profissional em treinamento e prática ministerial, o Conselho de Educação Ministerial e Teológica da EUD (EUD Board of Ministerial and Theological Education - BMTE) definiu um currículo apropriado para a educação pastoral e delineou critérios comuns para seu emprego em nosso território. Além disso, o BMTE da EUD está buscando ajudar os estudantes de teologia a compreender melhor seu chamado e o que o ministério pastoral implica: um nível mais alto de maturidade para lidar com questões e problemas relacionados a situações da vida real, bem como um foco mais claro nos aspectos práticos do ministério e na maneira como as questões teológicas afetam a missão. Para atingir esse objetivo, os membros do BMTE da EUD elaboraram e votaram uma Base de Conteúdo Curricular para a Educação Ministerial e Teológica na Divisão Inter-Europeia com uma ênfase significativamente aumentada em tópicos relacionados à teologia prática.

Para atender às demandas do treinamento contínuo dos funcionários das escolas adventistas, durante o atual quinquênio (2015-2020), organizamos cursos de treinamento para presidentes/diretores, gerentes financeiros, angariadores de fundos, professores de Bíblia, capelães, cozinheiros, bibliotecários, preceptores de dormitórios e membros da equipe da Associação de Acreditação Adventista de escolas (AAA). A Divisão também coorganizou outros eventos, como a bienal da Convenção dos Professores Europeus de Teologia (Convention of the European Theology Teachers - ETTC), em parceria com as Divisões Transeuropeia e Euro-Asiática e diferentes escolas de Teologia, e por meio de seus representantes, participou de reuniões que facilitaram o conhecimento temático e o diálogo entre os professores, como convenções para professores na Alemanha, Romênia e Espanha.

A crescente demanda por ensinos fundamental e médio adventistas

Apesar do número relativamente pequeno de escolas de ensino fundamental e médio na EUD, elas estão em alta tanto em termos da qualidade da educação oferecida quanto em número de matrículas. Além disso, elas tiveram muitas posições ousadas e visionárias sobre como surgiu a idealização da escola e ganhou vida na respectiva área ou na instituição, bem como ideias visionárias para o futuro. As limitações de espaço aqui permitem, a seguir, apenas um exemplo de cada União com escolas de ensino fundamental e médio:

  • União Austríaca: quando um novo prédio do campus estava sendo planejado, esse novo prédio da igreja local em Bogenhofen reservou espaço suficiente para uma escola básica, que atualmente administra;
  • União Búlgara: em 2019, o primeiro projeto educacional (um jardim de infância) teve começo por iniciativa de um grupo de jovens leigos, com o apoio da liderança da União;
  • União Tcheco-Eslovaca: a primeira escola adventista em Praga que oferece ensino fundamental e médio acaba de passar pelo primeiro processo de acreditação AAA. O projeto foi ousadamente iniciado na capital do terceiro país menos religioso do mundo5 por um empresário que ofereceu à igreja um edifício completamente renovado e adequadamente equipado para esse fim;
  • União Franco-Belga: no pátio da conhecida Faculdade de Teologia em Collonges, França, uma escola altamente conceituada de nível fundamental e médio está em operação;
  • União do Norte da Alemanha: no território muito secular da antiga República Democrática Alemã, a igreja em Oranienburg opera uma escola de nível fundamental e médio. Recentemente, a União do Norte da Alemanha investiu 2 milhões de euros em um novo prédio;
  • União Portuguesa: a Escola Fundamental de Setúbal oferece aulas para alunos de quatro anos diferentes usando duas salas de aula que também abrigam a Escola Sabatina das crianças aos sábados. Suas devoções diárias são realizadas na sala de refeições comunitárias da igreja local;
  • União Romena: três anos atrás, a Escola Excelsis em Ploieşti foi aberta com 38 alunos em um espaço que havia sido comprado e decorado pela Associação local. Desde então, dobrou sua matrícula a cada ano escolar;
  • União do Sul da Alemanha: a Escola Adventista de Rastatt realiza suas atividades de ensino em uma antiga escola pública fornecida pela prefeitura local;
  • União Espanhola de Igrejas: devido à extrema falta de espaço, uma das mais antigas escolas adventistas da Espanha, Urgell, Barcelona, construiu um grande campo esportivo no telhado da igreja local;
  • União Suíça: a escola adventista (ensino fundamental) em Zurique está desfrutando dos resultados de uma iniciativa da Associação Germano-Suíça, que decidiu construir uma nova sede que abrigaria três instituições: a igreja local, a Associação regional e a escola adventista.

Atualmente, a Igreja Adventista na EUD administra 41 escolas básicas, 31 escolas de ensino médio e três escolas de formação profissional (escolas de enfermagem). Além disso, também temos oito instituições de nível superior em nosso território (mencionadas em ordem de fundação): Universidade Adventista Friedensau, Friedensau, Alemanha (1899); Instituto Teológico Adventista da União Tcheco-Eslovaca, Sazava, República Tcheca (1920); Universidade Adventista da França, Collonges-sous-Salève, França (1921); Universidade Adventus (anteriormente Instituto Teológico Adventista Romeno), Cernica, Romênia (1924); Universidade Adventista Italiana Villa Aurora, Florença, Itália (1940); Colégio Adventista de Sagunto, Sagunto (Valência), Espanha (1942); Seminário Teológico Búlgaro, Sofia, Bulgária (1948), fechado temporariamente; e Seminário de Bogenhofen, Bogenhofen, Áustria (1949). Quatro deles são fundadores e beneficiários do programa internacional Adventist Colleges Abroad (ACA), que traz para nossas escolas estudantes de todo o mundo interessados em línguas e culturas estrangeiras (o francês é ensinado em Collonges, França; o alemão, em Bogenhofen, Áustria, e Friedensau, na Alemanha; italiano, na Villa Aurora, em Florença, Itália; e espanhol, em Sagunto, Espanha).

Testemunhos vivos

Por causa de Sua generosidade característica, Deus frequentemente fornece sinais de Sua bondade e confirmações de que a educação adventista leva mais pessoas a Cristo6 do que outros projetos atuais da igreja missionária. Existem muitas histórias incríveis sobre crianças e jovens de toda a EUD que encontraram a salvação em Jesus Cristo como resultado de frequentar nossas escolas, bem como de professores que experimentaram o mesmo ao ensinar ou servir como administradores educacionais em nossas escolas. Abaixo, são compartilhados alguns exemplos de como a educação adventista continua a transformar vidas.

Há 15 anos, um empresário em Praga foi batizado na Igreja Adventista do Sétimo Dia. Ele logo descobriu os livros do Espírito de Profecia e começou a lê-los em oração. Foi assim que ele descobriu que pais adventistas deveriam enviar seus filhos para as escolas adventistas. No entanto, como não havia nenhuma escola ali perto para a qual ele pudesse enviar seus filhos, ele foi inspirado a fundar uma. Como empresário, ele usou seus recursos e começou a abrir a primeira escola adventista do sétimo dia no terceiro país mais secular do mundo, a República Tcheca, onde inesperadamente escolas confessionais baseadas na igreja são classificadas como superiores às escolas estaduais ou particulares. Atualmente, 159 dos 209 alunos da Escola Elijah não são adventistas. Aqui está o que alguns de seus pais dizem sobre suas experiências:

“Depois de dois anos estudando em casa, escrevi no Facebook que estava procurando uma escola inclusiva, promovendo aceitação e abordagem pessoal. A resposta que recebi foi desanimadora: “Você não encontrará uma escola dessas em Praga.” Finalmente recebi informações sobre a Elijah School. Duas horas depois que chegamos lá, meu filho me disse: ‘Eu gosto daqui!’ E finalmente ele estava de volta ao tipo de escola com a qual sonhávamos há dois anos.”

Outra mãe compartilhou sua história: “Minha adolescente estava gostando da escola estadual, mas eu estava procurando algo diferente. Sugeri uma experiência de três meses. Depois de duas semanas, ela me informou que não estava mais interessada em voltar para a escola anterior.”

Um aluno também confessou que, desde que se matriculou na Elijah School, ele nunca procurou uma desculpa para ficar em casa, como dizer aos pais que estava com dor de garganta.

Definitivamente estamos ansiosos por experiências mais emocionantes vindas de Praga nos próximos cinco anos.

O diretor da escola Maurice Tièche, a escola adventista de ensino fundamental e médio de Collonges, França, compartilhou dois casos de feedback inesperado recebido alguns anos atrás. Uma conhecida arquiteta francesa estava projetando uma reforma para a casa de Jacques Chirac, ex-presidente da França. Um dia, ela notificou à família de que estaria ausente do trabalho pois precisava viajar para a província de Haute-Savoie para procurar uma escola para a filha. A filha de Jacques Chirac, Claude, que ouviu a conversa, perguntou: “Para que tipo de escola naquela área valeria a pena enviar seu filho?” Então a arquiteta respondeu: “Maurice Tièche.” E a resposta de Claude Chirac foi a seguinte: “Sim, Maurice Tièche realmente vale todo o esforço!” Então ela acrescentou uma lista de outros argumentos a favor da escola.

Uma experiência semelhante envolveu Anne-Aymone Giscard d'Estaing, esposa de outro ex-presidente francês, Valéry Giscard d'Estaing. Ela recomendou simpaticamente o internato Maurice Tièche a uma família adventista de Paris, já que o neto do presidente havia sido aluno lá cerca de dez anos antes. A família adventista seguiu seu conselho e enviou seus dois filhos para Maurice Tièche para se preparar para o exame de bacharelado.

Outra experiência transformadora vem da Romênia. Após o longo período de supremacia comunista, a Igreja Adventista na Romênia entrou em um amplo e complexo processo de desenvolvimento multilateral. A educação adventista não era uma prioridade desde o início da última década do século anterior; portanto, quando começaram as discussões sobre a perspectiva de transformar o seminário teológico em Bucareste em uma universidade, os administradores da União perceberam que a instituição não possuía pessoal qualificado suficiente (administração e corpo docente) para gerenciar efetivamente a transição. Assim, a União Romena decidiu nomear como diretor um professor adventista em treinamento para gerenciar as atividades atuais da instituição, enquanto a representação legal e externa havia sido confiada ao Dr. Ion Toma,7 um professor não adventista que atendia aos critérios legais e atuaria como reitor. Com essa liderança, a universidade continuou melhorando em todos os aspectos e, em 2016, recebeu credenciamento institucional do governo romeno por um período legal máximo (cinco anos) e com a segunda melhor classificação (“Confiança”). Durante seus mais de 10 anos como reitor, Toma assumiu um compromisso decisivo de manter o crescimento da instituição até que ela recebesse seu credenciamento final. O que a universidade lhe ofereceu em troca? Mais do que qualquer outra coisa, “Cernica” foi para Toma o lugar onde ele descobriu a dimensão espiritual da vida e onde seu coração começou a mudar gradualmente, a ponto de, em 2017, dedicar-se completamente a um relacionamento com Jesus e ser batizado na Igreja Adventista.

À medida que um novo quinquênio se aproxima, a educação adventista continuará sendo uma prioridade dentro da EUD, tanto em termos de investimentos financeiros quanto em valorizar sua contribuição para a missão da Igreja Adventista do Sétimo Dia. A seguir estão algumas das novas iniciativas planejadas:

  1. Garantir que todas as escolas adventistas do sétimo dia sejam elegíveis e preparadas para o processo de credenciamento da AAA. Isso ajudará a aumentar a conscientização do público adventista e não adventista sobre o valor da educação informal (em geral) e da educação adventista formal (em particular);
  2. Facilitar o acesso de nossas escolas a fundos educacionais públicos/da União Europeia;
  3. Mediar o desenvolvimento de colaboração entre nossas escolas nos projetos Erasmus e Erasmus+8 (tanto para estudantes quanto para professores) e em outras áreas de interesse comum;
  4. Criar um banco de dados contendo as necessidades das escolas adventistas na EUD; e
  5. Convocar um congresso quinquenal de professores da EUD.

Com favorável e contínuo apoio financeiro e espírito de missão, continuaremos a desenvolver o que já estamos fazendo para que a educação adventista na EUD continue a ser uma força transformadora na vida de alunos, professores, administradores e pais.

Marius Munteanu

Marius Munteanu, PhD, é o diretor de Educação e Capelania da Divisão Transeuropeia dos Adventistas do Sétimo Dia em Berna, Suíça.

Citação recomendada:

Marius Munteanu, “Notícias atualizadas do ‘Velho Continente’”, Revista Educação Adventista 82:2 (abril a junho de 2020). Disponível em: https://jae.adventist.org/pt/2021.83.4.6.

NOTAS E REFERÊNCIAS

  1. Europe Facts (2015). Disponível em: https://facts.net/europe/.
  2. Ibid.
  3. Laura Tucker, “Ten of the Oldest Universities in the World” (2015). Disponível em: https://www.topuniversities.com/blog/10-oldest-universities-world.
  4. Richard W. Schwarz e Floyd Greenleaf, Light Bearers : A History of the Seventh-day Adventist Church (Nampa, Idaho: Pacific Press, 2000), p. 141-143.
  5. Oishimaya Sen Nag, “The Least Religious Countries in the World.” WorldAtlas (11 de julho de 2018). Disponível em: http://worldatlas.com/articles/least-religious-countries-in-the-world.html.   
  6. Nome usado com permissão.
  7. O número total de batismos no período 2006-2015 foi de 427.313 [números de 2020 pendentes]. Estatísticas fornecidas pelo Departamento de Educação da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia. Para mais informações, consulte John Wesley Taylor V, “Juntando-se e permanecendo: um olhar nos dados sobre o papel da educação adventista”, (“Joining and Remaining: A Look at the Data on the Role of Adventist Education,”) Revista Educação Adventista 79:3 (abril a junho de 2017): p. 39-46. Disponível em: https://jae.adventist.org/en/2017.3.8.
  8. The EuRopean Community Action Scheme for the Mobility of University Students - Erasmus and Erasmus+ (Esquema de Ação Comunitária EuRopeia para a Mobilidade de Estudantes Universitários) oferece oportunidades educacionais para indivíduos de todas as idades e organizações em países da União Europeia (UE). O Erasmus oferece aos alunos oportunidades de intercâmbio de estudantes, o que lhes permite estudar em qualquer faculdade e/ou universidade da UE; e o Erasmus+ oferece uma oportunidade adicional de treinamento educacional e vocacional, emprego, oportunidades de voluntariado, ascensão  social e desenvolvimento linguístico. Para mais informações, consulte: Erasmus. Disponível em: https://www.erasmusprogramme.com/post/what-is-the-erasmus-programme; e Erasmus +. Disponível em: https://ec.europa.eu/programmes/erasmus-plus/about_en.