Janine Monica Lim

Educação adventista a distância: uma ponte de acesso

Edição Especial

Educação Adventista On-line

Como educadores adventistas, todos nós temos paixão por fornecer acesso à educação cristã para o maior número possível de alunos. Vemos o valor de um ambiente de aprendizagem repleto de fé, onde os estudantes experimentam valores religiosos a cada momento. Ansiamos por ver mais alunos recebendo uma educação adventista e, muitas vezes, até nos sacrificamos para garantir que crianças e jovens possam frequentar as escolas adventistas. Dessa forma, a educação on-line prende nossa imaginação e interesse. A educação on-line poderia expandir o acesso à educação adventista? Os colaboradores dessa modalidade responderiam a essa pergunta com um retumbante “SIM!”. Aqui estão quatro razões essenciais:

Acesso que conecta grandes distâncias. O acesso é uma razão importante para oferecer oportunidades on-line, mistas e de educação a distância, além das ofertas presenciais e tradicionais. A educação on-line nos permite alcançar áreas remotas, áreas sem escolas adventistas. O ensino a distância também proporciona oferecer cursos e programas que podem não estar disponíveis em algumas escolas adventistas.

Acesso que proporciona flexibilidade. Alunos adultos, com família e emprego preferem educação on-line.1 Frequentemente penso em nossos professores do ensino fundamental e médio que se matriculam em faculdade ou universidade adventista nas proximidades para fazer cursos de verão. Eles trabalham tanto durante o ano letivo e, muitas vezes, é difícil estudar durante o verão e abrir mão do tempo em família. A educação on-line permite o acesso de qualquer lugar com uma boa conexão de internet, e isso atende as necessidades dos alunos de flexibilidade e equilíbrio entre trabalho, vida pessoal e estudo.

Acesso no momento desejado. Hoje em dia é muito comum assistir aos noticiários ou programas de TV em um horário on-line. As notícias podem ser obtidas à vontade por meio de jornais on-line, YouTube e vídeos nos feeds de notícias do Facebook. Da mesma forma, os alunos querem o aprendizado on demand. Proporcionar oportunidades de aprendizado flexíveis nos permite alcançar alunos e famílias que necessitam de mais opções para encaixar o estudo em sua vida ocupada.

Acesso econômico. Às vezes, a educação on-line é oferecida por meio de um método que permite a redução de custos. Alunos que se matriculam em cursos on-line muitas vezes evitam pagar custos de transporte, taxas pelo uso de instalações do campus, como bibliotecas, refeitórios ou residências, ou outras comodidades. Como é cada vez mais difícil para as famílias pagar pela educação adventista, a educação on-line oferece outra opção. Para as famílias que não têm escola adventista nas proximidades, a educação on-line fornece acesso à educação adventista. Por muito tempo, segregamos famílias que preferiam outro sistema de ensino. Mas por que não oferecer opções adicionais para a educação adventista? Podemos oferecer cursos e diplomas que aumentam as escolhas dos alunos para além do sistema público ou de outras instituições particulares que eles frequentam.

A principal razão de existência do nosso sistema educacional é promover a missão da Igreja Adventista do Sétimo Dia usando a educação como evangelismo para a crescente fé em nossos alunos. A educação on-line oferece a um público mais amplo acesso não apenas a uma educação de qualidade, mas também à missão e às experiências de edificação da fé.

No entanto, não podemos nos contentar apenas em descobrir como oferecer cursos on-line. A experiência da educação adventista abrange muito mais do que o conteúdo do curso. “A verdadeira educação significa mais do que a prossecução de um certo curso de estudos. Significa mais do que a preparação para a vida presente. Visa o ser todo, e todo o período da existência possível ao homem. É o desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, intelectuais e espirituais. Prepara o estudante para o gozo do serviço neste mundo, e para aquela alegria mais elevada por um mais dilatado serviço no mundo vindouro.”2

Precisamos continuar a experimentar e desenvolver maneiras de preparar os alunos para “o gozo do serviço neste mundo”, mesmo no âmbito da educação on-line. Como professores on-line, precisamos garantir que tenhamos em mente o “desenvolvimento harmonioso” de toda a pessoa. Devemos pensar em nossos alunos on-line como pessoas reais, interagindo com elas e construindo relacionamentos com estratégias como as compartilhadas por Adam Fenner, cujo artigo sobre como construir relacionamentos para o ministério com alunos on-line aparece nesta edição.

Assim, nesta edição especial da REVISTA EDUCAÇÃO ADVENTISTA, que se concentra na educação on-line, adotamos uma abordagem deliberada ao tema. Dentro da igreja, temos programas on-line vibrantes e em crescimento internacional, e queríamos apresentar professores e visões sob uma perspectiva mais ampla do que apenas nas instituições norte-americanas. Esperamos que você aproveite a variedade de autores e pontos de vista compartilhados em nossas escolas internacionais envolvidas no aprendizado on-line.

Além disso, adotamos uma abordagem muito prática e centrada no professor. Você lerá sobre abordagens para equipar e apoiar o corpo docente on-line (La Ronda Forsey), estratégias para garantir a presença da fé em cursos on-line e o desenvolvimento de devocionais criativos (Leni T. Casimiro), iniciativas para a retenção de alunos em risco (Anthony Williams, Maria Northcote, Peter Kilgour e Ben Stewart) e formas eficazes de construir relacionamentos com alunos on-line (Adam Fenner). A edição de abril-maio de 2018 contará com quatro artigos que discutem estratégias para orientar alunos (Lorena Neria de Girarte), criar avaliações autênticas (Evelyn Almocera), avaliar habilidades linguísticas on-line (Arceli Rosario, Irene Rivera e Sheri Joy Namanya) e diário eletrônico (Prema Gaikwad). Essa coleção de estratégias concretas fornecerá recursos para escolas, faculdades e universidades adventistas que ofereçam aprendizado híbrido e on-line. Ao continuar a construir programas que forneçam pontes para acesso, seja na educação a distância ou em cursos e programas em uma instituição física, devemos procurar garantir uma educação acessível, flexível, viável economicamente e, acima de tudo, centrada na fé.

Janine Monica Lim

Janine Monica Lim, PhD, é diretora associada de Ensino Superior On-line na Escola de Educação a Distância e professora associada de Tecnologia Educacional na Andrews University, em Berrien Springs, Michigan, Estados Unidos. Em sua função atual, a Dra. Lim é responsável por mais de 200 cursos on-line, por treinamento de professores e por sistemas que dão suporte à aprendizagem on-line. Ela supervisiona o corpo docente e cursos do Consórcio de Faculdades e Universidades Adventistas e desde 2015 tem atuado no conselho da Associação de Aprendizagem a Distância dos Estados Unidos. Antes de trabalhar na Andrews University, a Dra. Lim coordenou a educação a distância para 22 distritos escolares de ensino fundamental e médio no sudoeste de Michigan, iniciou projetos internacionais de videoconferência, como o Read Around the Planet e o MysteryQuest; é cofundadora da TWICE (Organização de Videoconferência do Ensino Fundamental e Médio de Michigan); ministrou cursos de pós-graduação em tecnologia educacional; e publicou e apresentou trabalhos em sua área. Ela também foi autora de uma coluna sobre tecnologia para a REVISTA. Como coordenadora desta edição, a Dra. Lim auxiliou em todos os aspectos de seu desenvolvimento, desde a identificação de tópicos, autores e revisores até o fornecimento de informações sobre manuscritos e resposta a perguntas. A equipe editorial da REVISTA expressa profunda gratidão por sua assistência durante todo o planejamento e produção desta edição.

Citação recomendada:

Janine Monica Lim, “EDITORIAL,” Revista Educação Adventista 45:1 (Janeiro–Março, 2018). Available at https://jae.adventist.org/pt/2018.3.1.

NOTAS E REFERÊNCIAS

[1] Os alunos adultos preferem a flexibilidade oferecida pelo ambiente de curso on-line, o que lhes permite gerenciar melhor seu tempo. Para mais informação, veja Online College Students 2016: Dados Abrangentes sobre Demandas e Preferências. Disponível em: http://www.learninghouse.com/wp-content/uploads/2017/10/OCS-2016-Report.pdf.

[2] WHITE, Ellen G. Educação. Tatuí: CPB, 2003. p. 13.